30. abr, 2018

Burocracia

     Burocracia, por definição, é a administração da coisa pública por funcionários sujeitos à hierarquia, a regulamentos rígidos e a uma rotina infexível. É a grande influência de uma estrutura complexa de departamentos nos trâmites administrativos. O poder excessivo da burocracia complica e torna moroso o desempenho do serviço público. O burocrata empedernido, imbuído da importância do cargo que ocupa, abusa de sua posição nos contatos com o público. Faz-se importante pelas dificuldades que impõe aos postulantes. Criam-se situações que induzem ao suborno e à propina. É um dos meios de cultura da corrupção. A centralização decisória alimenta a burocracia.

     O Brasil historicamente sofre deste mal. Desde os alvarás régios até os alvarás de localização para qualquer atividade, foram séculos de cultura controladora por parte do Estado. Pagar para poder trabalhar e facilitar o controle e a tributação foi a filosofia vigente. O excesso de exigências habilitadoras inibe a criatividade do povo e conduz ao informalismo. Já tivemos o Ministério da Desburocratização, criado no último governo do regime militar e que, apesar dos planos e boas ideias do ilibado Hélio Beltrão, o novo ministro cansou-se com as intrincadas questões e não conseguiu desburocratizar o país. O ministério foi logo extinto. Temos pagado caro pela carga de burocracia que carregamos através dos tempos.

     Ainda é necessário aumentar o valor dos produtos que exportamos, aliviando a sina colonialista de sermos exportadores de commodities agrícolas e minérios e para que isso ocorra de modo rápido e eficaz, é fundamental a ação da pesquisa e o desenvolvimento de ciência e tecnologia para os sistemas de produção, bem como mais investimento em capacitação de mão de obra. Ocorre que esta área está ligada basicamente ao governo, por meio de seus órgãos, como CNPq, BNDES, etc e seus agentes, ainda pesadamente burocratizados. 

     Exemplo de sociedade desburocratizada e criativa é Cingapura, pequena ilha com área territorial 400 vezes menor que o Rio Grande do Sul, que se tornou a capital financeira e comercial do sudeste asiático, posição conquistada com investimento no homem e na ciência, sendo hoje um grande polo de produção de plataformas submarinas.

      Existe uma assertiva que diz ser a burocracia antagônica à democracia.

     

Se você gostou deste artigo, deixe seu comentário!